Nesta vida, não é o importante ter títulos e património, o que é importante é falar a verdade, as pessoas são o mais importante, estamos numa Republica em Portugal e somos todos iguais é a mesma conversa que tive com orgão de comunicação social português e provei lhe com outros registos que os portugueses apoiam gente bastarda sem qualquer ligação à Realeza Portuguesa.

Eu sou igual a todos os Portugueses, temos a igualdade num Estado que vive se do voto e devemos respeitar essa condição, e aqueles que apresentam se como Dom e mais que outros, não provam rigorosamente nada e vivem da mentira.

Se estivéssemos numa Monarquia como é o caso de Espanha, ai era diferente porque a minha legitimidade é maior, porque se rege pelo sangue paterno da linhagem Real.

Todos os que apoiam os ilustres devem manter o apoio até ao fim. A verdade sempre acima de tudo, os ilustres até hoje não conseguiram produzir uma gota de sangue dos Reis Portugueses, eu tenho e sou descendente de Habsburgos e Áustria, mas não ando por ai como pavões a mostrar me, não.

Eu sou anónimo neste Portugal e quero manter me assim, não procuro protagonismo, não vou a nenhuma entrevista de qualquer televisão já comuniquei, a vida quer se simples.

O povo é que tem pedir o aparecimento do Legitimo, eu não posso nem devo obrigar ninguém a aceitar me. Eu não sou politico nem pavão.

Joao



anónimo a 19 de Agosto de 2020 às 17:54

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres