Ninguém me passa a perna, eu cumpro com todos os requisitos desde Cortes de Lamego, Sobrenome, Hereditariedade, ADN Rb1 U106 Z305+, registos em latim.

Vimara é Vimarana é Vimarae é Vimarano e é Guimaranes ou Guimarens. Esta casa nasceu em Saxónia. Em Portugal existe uma lei de 1706
Brigantia ou Bragantiae ou Braganza nasceu na Baviera em Hadsbourg. Esta casa nasceu em Baviera. Em Portugal existe outra lei de 1834

Ambas as casas vem de um Senhor Herbardus I rei da Alemanha. Dentro da casa da alemanha, Bragança, Guimaranes, Montfort, Bélgica, França, Hungria, Búlgaria, Austria, Fribourg, Nuremberg, Hesse, Saxe, Savoie, Maurienne, e Portugal, existe um sobrenome em todas estas casas comum, comum.

Archiducis Alberti Pj Felgarum Principit. Antvertypis Plantin. 1622.4.; Bergue S.J^immoch, Felgarum & Belgicâ

Thoringorum, ideft non longé à Rheno Thoringorum & Felgarum termino conftitutum; his Antverpiæ permissum, nec ultra, redire ad fuos ritus , dum commune Belgarum fàcramentum pro novo imperio dicerent. Omnia publice gaudii figna, & ipfe non abfurdus vultu comitatem, fermione Felgarum gratiam præferre: fed nobilium qui fupererant tacite indi: gnabantur, refpicere coaéti in Burgundionum folio principem gentis diu inimicæ : mutatum fcilicet dominum, ut pj,illi Belgis

Os meus avô paternos anterior a Philipe IV da Bélgica, são Albertus, Philipe III, II, I, Maximilian, Leopoldo da Bélgica, existe uma casa de Limburg no qual de onde veio conde Henrique e tem o ADN Rb1 U106 Z305+ acaba a linhagem com D. Sebastião e D. António com o mesmo ADN.

O meu 10 avô paterno Joannem IV de Bragantia filho de Philipe IV da Bélgica com Catharina de Bragança. O João IV de Portugal e Inglaterra tem o mesmo ADN Rb1 U106 Z305+

PHILIPPO IV. quod non tantas haberet vires, ut vel fubditos rebelles frangere poffet. Hac opportunitate ufi Lufitani A. 164o. die 1. Decembris excuffo Hifpanorum jugo JoANNEM IV. Ducem Bragantiæ fibi Regem elegere. Galli in Belgio, Angli in Indiis ex ruinis Monarchiæ

O meu 6 avô paterno foi Josephus II cardinallis Valetta (este título pertence exclusivamente ao reino da Bélgica) até 1815, foi cardeal de Lisboa. E os Mendonças nem chegaram a nada, existe um contrato de Aforamento de terras desta família de Mendonça ao principie do infante Português que estes mendonças pagavam uma renda anual de uso da terra Real aos meus.

In pacto Regem Borussiae inter et Magnum Ducem Vimariae (Weimar) inito Parisiis d. 22 Sept. a. 1815 Magnus Dux Vimario-Saxoniae

O meu 8 avô paterno era Joannem V de Portugal, o nome de baptizado é João Vimarae casado com D. Joanna Mathilda Fez (esta casa é de Marrocos, Fez e de Hesse de Langraw, Nremburg e da Bohémia)

familia Vimarae,cuius nomcnlitcris proditum nó inueni.Hica Vcremundo Regepropter ecclcra fua vinculis traditus eft.Hæc omnia exhiftoria Compoftellana. 965. Ranimirus morbo corrcptus obiit Legionc, conditufquc cft in monafterio Deftrinae,cuius iam mentiofa&a eft:dcccffit vero fine libcris.Proinde regni fucceffioad Verenundum Ordoniitertii filiurn lege rediit,qui rcgnauitannis feptemdecim. Interea Alcoraxis Rex Hifpalcnfis Portugalliam

Vimarae' alius ex eadem samiliasi successor est datus , cuius nomen memoriae proditum non est (lsq'uariarn nonnulli qui Alfonso Imperator-e vniit

Vimara fuffe&us vita fimili,fiue cafu,fi- Regno Francorum vfq; in septimam generationem, & ^ E. ue proditione in flumine Minio periit.Vimarae


Outros, são de origem Caucasianos Turcos, eu não aceito gente turca na cadeira de meus antepassados.

#342412 | AQF | 13 Fev 2014 19:58 - Duvidas do Duarte Pio
É sabido que o ADN de D. Duarte III Pio de Bragança já foi estudado quer em Espanha (Prof. Lorente no processo do Colombo) quer em Portugal (GenoMed/AGP) e que qualitativamente confirma a origem Caucasiana e similitude com outras casas reais europeias, embora não se conheçam publicamente os resultados quantitativos, pelo que à dúvida não fica cabalmente esclarecida
Anónimo a 14 de Abril de 2020 às 03:28

Para alguém com uma linhagem tão nobre bem podia dar a cara!
Anónimo a 19 de Agosto de 2020 às 16:40

Com a linhagem tão nobre, assassinaram os meus, não chega ? é preciso haver eliminação por completo?
Já facultei dados em latim de meu sobrenome e não conhece a história não posso fazer nada.

O meu objectivo é outro caro Senhor, alguma comunicação social Portuguesa, e alguns políticos da nossa vizinha Espanha sabem quem eu sou e a minha pretensão é la Corona de Espana y Portugal e entenda o seguinte, Portugal é uma provincia de Espana e possuo registos em latim a comprovar.

GENEALOGIAE FRANCICAE IPLENIORASSERTIO.
Vindiciarum Hifpanicarum, Novorum Luminum, Tampadum Hiftoricarum Et Commemtorum Libellis, Lotharingia Mafculina , Alfatia vindicata , Stemma Auftriacum, de pace cum Francis ineundaConfilium, de Ampulla Remenfi difquifitio, & Tenneurius expenfus, A JOANNE JACOBO CHIFFLETIO. Anno MDCLIV cam Chrjfiamiffimi Regis Privilegio.

21 avô paterno, Rudolfus I Germaniae Imperator
20 avô paterno, Albertus I Austrico Stirae Dux Germaniae Imperator, teve irmão Rodulfus Suevi Dux
19 avô paterno, Albertus Contractus Joanne Firretarum Imperator com Carinthiae Ducatu, teve irmãos, Rudulfos Austriaco Dux e Rei da Bohémia e Frederico II Rei da Germaniae
18 avô paterno, Leopoldus Suevis Ducis, Imperator
17 avô paterno, Ernestus Stirus Ducis, Imperator
16 avô paterno, Frederico III & IV da Germaniae Imperator com Hadsbourg, Austria e Espanha com Leonora de Portugal
15 avô paterno, Maximiliano I da Germaniae Imperator, Espanha com Maria de Bourgonha filha de Louis XI rei de França.
14 avô paterno, Philippus I de Espanha Imperator
13 avô paterno, Carolus V é Imperator Germaniae e Espanha I
12 avô paterno, Philippus II de Espanha com Catharina de Bragantiae
11 avô paterno, Theutonio de Bragança com Anna Velasco
10 avô paterno Joannes IV Rei de Portugal,

Pro Catharina Duciffa Bragantiæ, immediatè Eduardi filia arguebatur, Patrem Eduardum fi tempore mortis Henrici in vivis fuiffet , indubitatum futurum regni hæredem , Eduardo defun&o ipfi ejus filiæ fuperftitiidem jus competere, eam Rainutio gradu proximiorem, & Philippo fororis filio , cum ipfâ effet fratris filia , præferendam, Pro Philippo Caftellæ Rege, Ifabellæ Emanuelis filiæ, & Caroli V, Imperatoris filio , afferebatur ; Rainutium Eduardi nepotem,& Catharinam ejufdem filiam , beneficio juris Repræfentationis niti, quod nihil aliud erat, quam fi&iojuris civilis , nec ad regnorum fucceffiones pertinebat , ipfum Rainutio gradus proximitate, Catharina fexus nobilitate , utrifque ætatis prærogativa poti9rem. A Philippo IV. ( Philippi II. qui armis regno potitus eft,nepote)Lufitani regiminis Caftellani pertaefi , defcifcentes, Johannem Bragantiæ Ducem , Theodofii filium , & Catharinæ nepotem ad regnum promoverunt: Caßellani id ut injuftè,& nequiter faétum incufant.

9 avô paterno Petrus II Rei de Portugal e Espanha (por termos direito de Sangue da Austria)

8 avô paterno Joannes V (João Vimarae com ligação à cidade do Porto às festas de São Miguel) Rei de Portugal com Joanna Mathilda Fez (filha do Rei Buhazon V de Fez e de Marrocos, neta de Gaspar Benemerino)

7 avô paterno Jorge Mello Duc do Infantado (existe decreto da mãe de João V a confirmar este procedimento do 2 filho)

Tudo a seu tempo, Alberto, Carolo V da germaniae, Fernando de Espanha, Frederico III e IV, Maximiliano I e Philippus I, II Pulcher, Pedro V e Manuel II, tem todos a minha fisionomia, já me mostrei, não posso fazer mais.

Em Portugal existem duas casas de filhos de Teothonio de Bragança que contem o sangue Austriaco e Habsbourg e não é nenhuma casa ilustre que existem na Nobreza Portuguesa, mas são casas portuguesas desde 1641.
anónimo a 19 de Agosto de 2020 às 17:19

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres