vexilologia, heráldica e história

27
Nov 11

Através do Decreto n.º 11 090 de 18 de setembro de 1925, foram modificados os distintivos especiais a serem arvorados nas embarcações da Armada Portuguesa, de acordo com o Regulamento Geral para o Serviço dos Navios da Armada. Os distintivos mantiveram-se, essencialmente e com algumas alterações, os que haviam sido estabelecidos em 1911.

Distintivos

Bandeira Número Quem identifica Onde se arvora
  1
  •  Presidente da República
 Tope grande
  2
  •  Outros ministros
 Tope grande
  3
  •  Ministro da Marinha
 Tope grande
  4
  •  General comandante do Campo Entrincheirado de Lisboa
  •  General comandante de divisão

 Tope de proa

(navios com mais de um mastro)

  5
  •  Oficial general do Exército quando embarcado sem funções determinadas

 Tope de proa

(navios com mais de um mastro)

  6
  •  Alto-comissário nas colónias
 Tope grande
  7
  •  Governador-geral de colónia
 Tope grande
  7
  •  Governador de colónia

 Tope de proa

(navios com mais de um mastro)

  8
  •  Governador de distrito das colónias
  •  Governador civil de distrito do Continente e ilhas adjacentes

 Tope de proa

(navios com mais de um mastro)

  9
  •  Almirante
  •  Comandante-geral da Armada
 Tope grande
  10
  •  Inspetor da Marinha
  •  Qualquer oficial general em serviço de inspeção
 Tope grande
  11
  •  Vice-almirante comandante em chefe
 Tope grande
  12
  •  Contra-almirante comandante em chefe
  •  Contra-almirante debaixo de ordens de vice-almirante
 Tope grande
  13
  •  Contra-almirante debaixo de ordens de outro contra-almirante
 Tope grande
  14
  •  Oficial general da Armada quando embarcado em funções determinadas
 Tope grande
  15
  •  Comodoro comandante em chefe
  •  Capitão de mar e guerra comandante superior dos navios estacionados no Porto de Lisboa
  •  Capitão de mar e guerra em serviço de inspeção
 Tope grande
  16
  •  Comodoro debaixo de ordens
  •  Capitão de mar e guerra debaixo de ordens
 Tope grande
  17
  •  Capitão de fragada comandante de esquadrilha ou flotilha
  •  Capitão-tenente comandante de esquadrilha ou flotilha
 Tope grande
  18
  •  Comandante mais antigo numa reunião acidental de navios
 Lais de uma verga ou carangueja
  19
  •  Diretor-geral de Marinha
 Tope grande
  20
  •  Intendente do Arsenal de Marinha
 
  21
  •  Chefe de departamento marítimo
 
  22
  •  Capitão de porto
 
  23
  •  Adjunto de capitania
  •  Delegado marítimo
 

 

A Flâmula ou qualquer distintivo de comando só deveriam ser arreados caso subisse a bordo de um navio da Armada, o Presidente da República, o ministro da Marinha, o comandante-geral da Armada ou um oficial de patente superior à do comandante do navio quando exercesse comando direto sobre o navio ou força naval a que ele pertencer.

 

Nas embarcações miúdas, os distintivos pessoais eram içados à proa.

Referências

Decreto n.º 11 090 de 18 de setembro de 1925

 

 

JOSÉ J. X. SOBRAL

 

publicado por audaces às 19:26
tags:

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28
29
30


pesquisar
 
mais sobre mim
Novos visitantes desde 25 de Julho de 2009
free counters